Não tem como falar da ZCM Agropecuaria sem contar um resumo da história de duas pessoas, José Lamartine Moreira Cintra, o "Zeca Cintra", e Roque Carlos Nogueira, o conhecidíssimo "Mamão".
Zeca começou sua criação aos 4 anos de idade, quando ganhou de presente de seu pai quatro éguas mangalargas. Sua paixão pelos cavalos só foram aumentando e, em 1977 adquiriu Herói do JEK, um filho de Curió em Aurora, de José Eduardo Kuntgen, criador que tornou-se muito amigo e ajudou em sua criação. Contratou, no inicio dos anos 80 a assessoria de Atilio D'Angiere, o Tioca, que todo mês vinha a fazenda vistoriar a tropa. Passaram pela criação, também, Hermes do Rancho, Florete CR, Janus da Jema, Embaré JC dentre outros.
Mamão nasceu na Fazenda Santa Amélia, do grande criador José Oswaldo Junqueira "JO", e desde cedo começou a trabalhar com os cavalos e a acompanhar o "Seo Zé" nas exposições e visitas que fazia aos criadores. A historia de Mamão com os cavalos acompanha a evolução da marca JO na Mangalarga. Foi apresentador dos mais famosos cavalos da linhagem JO, com Gigante, Paladino, Chapéu, Cocar, Turbante dentre outros. Saiu do Fazenda Santa Amelia para gerenciar a formar o plantel do Haras Barretos, de onde saiu para administrar o Centro Mangalarga Brasileiro. Em 1993 foi para o EUA, para Okala-FL tocar um haras de criação de mangalarga, com os quais fazia enduros. Volrtou pra Fazenda Santa Amélia, onde ainda fez Topázio e Mateira JO Grandes Campeões Nacionais. Desde a primeira passagem pela Fazenda Santa Amélia, já possuia alguns animais, e quando voltou prá lá, nos idos de 1997, já tinha uma tropa de um numero razoavel.
Em 2007, os dois, junto com seus filhos Zequinha Cintra e Roque Junior, o "Juninho", fundaram a ZCM Agropecuária Ltda. 
Desde o início, a ZCM vem investindo em qualidade nos cavalos, na mão de obra de seus funcionários e, em 2012, mudou-se pra Joanópolis, onde construiu um haras para melhor alojar os animais e receber os amigos.